P17
Terrenos múltiplos, terrenos fluídos: novos modos de fazer trabalho de campo

Convenors:
Octávio Sacramento (University of Trás-os-Montes e Alto Douro)
Miguel Vale de Almeida (ISCTE, Lisbon)
Fernando Bessa Ribeiro
Location:
Auditório 1, Reitoria/Geociências (Map 10)
Start time:
10 September, 2013 at 9:30
Session slots:
3

Short abstract:

Os contextos e as circunstâncias da pesquisa antropológica são, hoje, muito distintas daquelas em que nasceu o trabalho de campo etnográfico, há quase um século. É, justamente, o sentido destes mudanças e os seus efeitos epistemológicos no modo de fazer terreno que procuramos debater neste painel.

Long abstract:

Em Routes: Travel and Translation in the Late Twentieth Century, Clifford argumenta que a ideia de trabalho de campo está a ser redefinida, em especial os conceitos fundamentais de interacção, co-residência e viagem. Conquanto ele mantenha, como sempre, uma função disciplinar central na antropologia social, hoje são outros os modos de fazer trabalho de campo. As abordagens clássicas, centradas no estudo intensivo e praticamente exclusivo de um lugar e de uma comunidade, imaginados como totalidades integradas e autónomas, vivendo o antropólogo com os nativos na sua aldeia, como o praticou Malinowski, já não são capazes de dar conta das teias densas de relações sociais, muitas de dimensão global e transnacional, que marcam o quotidiano. Novos estilos de vida e suas práticas culturais, incluindo no campo comunicacional, multiplicaram e fluidificaram os terrenos etnográficos: são os novos lugares, incluindo os virtuais da internet, mas também os processos relacionados com as viagens turísticas e as deslocações de trabalhadores e refugiados nos e sobre os quais se trabalha. Tais lugares e processos suscitam dúvidas, interpelações e respostas que se exprimem em outros modos de fazer trabalho de campo. Este painel pretende reunir comunicações de antropólogos e outros cientistas sociais que, tendo por base pesquisas etnográficas já concluídas ou em curso, confrontem o auditório com as soluções engendradas para o trabalho de campo nestes novos contextos, temas e problemas que concorrem para o redefinir.