Painéis

(P28)

Subjetividades e migrações: projetos de vida, desejos e expectativas (PT/ES/EN)

Localização Auditório 2, Ciências Veterinárias (Map 30)
Date and Start Time 09 September, 2013 at 09:30

Co-Coordenadors

José Mapril (New University of Lisbon and Center for Research in Anthropology (CRIA)-New University of Lisbon) email
Simone Frangella (Institute of Social Sciences - University of Lisbon) email
Nuno Dias (Dinâmia'CET-IUL) email
Mail All Co-Coordenadors

Resumo Curto

O objetivo deste painel é explorar as dimensões subjetivas das migrações contemporâneas. Pretendemos mostrar como as estratégias migratórias estão associadas a aspirações e expectativas decorrentes dos projetos de vida, projetos estes que se alteram na diacronia e em relação a condições estruturais.

Resumo Longo

O objetivo deste painel é explorar as dimensões subjetivas das migrações contemporâneas recorrendo, sempre que possível, a exemplos etnográficos. Pretendemos mostrar como as estratégias migratórias se relacionam com aspirações e expectativas decorrentes dos projetos de vida, projetos estes que se alteram na diacronia e em relação a condições estruturais. Estas aspirações estão frequentemente associadas a processos flexíveis de acumulação de capitais - simbólicos, económicos e políticos - que têm subentendido um desejo de "conexão" (Gardner 2012) ou de "inclusão" (Piot 2012) numa "ordem sócio-cultural global" (Ferguson 2006). Tais dinâmicas são não apenas verificáveis nos projetos de saída, de fuga, dos países de origem mas também no decorrer da própria experiência migratória, o que leva a constantes reformulações, questionamentos e transformações. Assim, neste painel convidamos os autores a refletirem sobre a relação entre: (i) aspirações, desejos e expectativas (face a estilos de vida, consumos, "modernidade", etc.); (ii) condicionalismos estruturais; e (iii) o investimento em projetos migratórios (individuais e coletivos).

This painel is closed to new comunicação proposals.

Comunicações

"Ser singular plural": contributo para uma teorização alternativa do "Outro" nas migrações contemporâneas no caso do Cabo Verde

Autor: Elizabeth Challinor (CRIA/UM Centre for the Study of Social Anthropology, University of Minho)  email

Short Abstract

Os interesses divergentes de estudantes cabo-verdianos em Portugal, das câmaras locais em Cabo Verde que os enviam e das escolas profissionais que os recebem, analisados à luz do conceito de “ser singular plural” (Nancy 2000) oferecem um olhar renovado sobre o “Outro” nas migrações contemporâneas.

Resumo Longo

As aspirações e vivências de estudantes cabo-verdianos matriculados nas escolas profissionais em Portugal são condicionadas pelas expetativas das câmaras locais em Cabo Verde que enviam os estudantes e pelos interesses das escolas profissionais em Portugal que os recebem, através de quotas e acordos pré-estabelecidos. As conexões e disjunções entre os interesses de estudantes, câmaras e escolas profissionais elucidam a necessidade de ir além de uma abordagem que incide sobre o "Outro" - análise de como os condicionalismos estruturais afetam as migrações contemporâneas (do "Outro") - para uma teorização da coexistência na "ordem sócio-cultural global" (Ferguson 2006). Ao analisar o caso de estudantes cabo-verdianos em Portugal à luz dos argumentos do filósofo Nancy (2000) sobre "ser singular plural", esta apresentação oferece um olhar renovado sobre "o Outro" nas migrações contemporâneas.

Comunidade diaspórica cabo-verdiana e pertença: considerações a partir de uma biografia

Autor: Iolanda Évora (Instituto de Economia e Gestao, ISEG, Univ Tecn Lisboa )  email

Short Abstract

A partir da biografia de um emigrante que vence eleições locais em Cabo Verde, com o apoio da comunidade migrante, exploramos disposições subjectivas e posições objectivas da diáspora presentes na pertença à comunidade supranacional e as relações entre biografias, processos sociais e capital social

Resumo Longo

Neste trabalho, abordamos as práticas diaspóricas- através das quais as comunidades na origem e na diáspora se engajam mutuamente- como um prisma que permite explorar o processo de formação da pertença dos indivíduos a uma comunidade supranacional. A experiência de um emigrante que vence eleições locais em Cabo Verde serve para explorarmos as formas contemporâneas pelas quais os membros das comunidades cabo-verdianas na diáspora e na origem negoceiam as suas posições, de acordo com o capital social que possuem. A análise da biografia deste emigrante e do processo que levou à sua eleição, tal como descrito pelo mesmo, mostra como, quer a sua comunidade no exterior, quer a comunidade na origem inscrevem o mundo da migração no conjunto dos mundos sociais a que pertencem, articulando as suas diferentes identificações e pertenças em simultâneo. As práticas de cidadania consentidas aos emigrantes são particularmente esclarecedoras do tipo de provas que, na actualidade, os membros da diáspora devem exibir para confirmarem as suas disposições e obrigações relativamente ao arquipélago e, ainda, as formas da sua adesão à ordem social e política de Cabo Verde. Estas exigências ocorrem num contexto em que os cabo-verdianos no arquipélago são sujeitos a adesões internas que configuram identidades, obrigações, oposições e orientações específicas relativamente à migração e aos emigrantes atuais, numa direcção que, de forma crescente, pretende contrariar o inescapável destino de viver para a migração.

Para lá da 'actividade mandibular': aspirações e expectativas na mobilidade de missionários nazarenos cabo-verdianos para Portugal

Autor: Max Ruben Ramos (Instituto de Ciências Sociais da Universidade de Lisboa)  email

Short Abstract

Proponho nesta comunicação esquadrinhar as subjetividades que subjazem a mobilidade de pastores e missionários cabo-verdianos nazarenos para Portugal. Mostrarei como é que se cruzam a biografia, o projecto missionário e as ambições individuais dos meus interlocutores nesse processo.

Resumo Longo

Estudar as dimensões subjetivas da mobilidade de pastores e missionários nazarenos cabo-verdianos para Portugal, constituiu o objectivo central desta comunicação. Mapear esse movimento missionário, inaugurado no início dos anos 1970, traz, a meu ver, alguns dados interessantes para o estudo das migrações cabo-verdianas. Além do pendor missionário que essa mobilidade implica, algumas aspirações individuais, entre as quais se pode destacar as académicas, têm um ónus bastante acentuado, como demostrarei, recorrendo ao meu material etnográfico. Em bom rigor, elas são, bastas vezes, absolutamente cruciais e decisivas para re-significação do percurso migratório. Demonstrarei também que, neste trânsito transnacional, a aquisição de capital simbólico não é mero apêndice, mas é um elemento constitutivo da própria decisão de migrar ou das alterações de projectos iniciais. Por outro lado, como sugere o meu trabalho de terreno, mesmo nos momentos de constrangimentos estruturais, são elas, as aspirações e expectativas, que dão, de alguma forma, sentido e coerência no modo como se constroem as suas trajectórias. Em suma, e no fundo, pretendo demonstrar como é que sonhos, desejos e ambições dos meus interlocutores se cruzam com as suas próprias biografias e percursos missionários.

Borders of Desire. Youth Subjectivity across the Mediterranean Frontier

Autor: Francesco Vacchiano (ICS-ULisboa Lisbon)  email

Short Abstract

My paper aims at discussing the idea of a “global subjectivity” expressed by youth through the desire of “being modern” and at observing the clash with the normative classifications imposed through the European border apparatus.

Resumo Longo

Border regime can be defined as a complex "apparatus" which stretches out the frontier into the daily life of citizens. Legislative, bureaucratic/administrative, securitarian and conceptual devices compose a set of instruments that produce specific forms of social and political experience. At the same time, at the southern shore of the Mediterranean a new sensibility is surfacing: youth are questioning the postcolonial social order through the claim to belong to a global community. This "claim to membership" (Ferguson) may be expressed through a political language (as in the case of the Arab uprising), but also through the self projection beyond the imposed boundaries. "Irregular migration", with its categories and discourses, is only one of the ways in which the right to mobility - in any possible sense - is affirmed and reclaimed. My paper aims at discussing the idea of a "global subjectivity" expressed by youth through the desire of "being modern" (by achieving mobility, consumption, self-improvement, communication, participation) and at observing the clash with the normative classifications imposed through the European border apparatus. I will discuss the mechanisms by which borders try to channel this strength into economically "productive" forms and ends up reproducing the marginalising processes operating in the countries of origin.

Narrativas de "olim" do Brasil em Israel

Autor: Miguel Vale de Almeida (ISCTE, Lisbon)  email

Short Abstract

As narrativas dos "olim" (judeus que fazem "aliyah", i.e., que exercem o direito garantido na Lei de Retorno israelense) sobre motivações e negociações identitárias colocam desafios quer à noção de migração, quer às de refúgio ou asilo. Será analisado o caso de judeus brasileiros em Israel.

Resumo Longo

As narrativas dos "olim" (judeus que fazem "aliyah", i.e., que exercem o direito garantido na Lei de Retorno israelense) sobre motivações e negociações identitárias colocam desafios quer à noção de migração, quer às de refúgio ou asilo. Será analisado o caso de judeus brasileiros em Israel. Trata-se da primeira apresentação de resultados iniciais de pesquisa desenvolvida em Israel e no Brasil, quer sobre judeus brasileiros, quer sobre palestinianos brasileiros, procurando perceber como as narrativas de identidade pessoal se cruzam com as dos Estados enquanto projetos contestados.

A "Europa" e "os Portugal": subjetividades e experiências nos deslocamentos de brasileiros(as).

Autor: Paula Togni (CRIA - Lisbon)  email

Short Abstract

A partir de uma etnografia realizada entre Brasil e Portugal, este artigo explora dimensões subjetivas das migrações através da comparação entre experiências e projetos do etnógrafo com a dos sujeitos da pesquisa e, conjuntamente, as significações e articulações do que é ser brasileiro em Portugal .

Resumo Longo

A partir de uma etnografia que foi construída através dos trajetos transnacionais - vistos como movimentações espaciais dos sujeitos- e da análise das trajetórias, - percursos biográficos ao longo do tempo (VELHO, 1986,1994; DUARTE, 1986; DUARTE, GOMES, 2008) de 26 jovens, movi-me entre uma cidade de pequeno porte, localizada em Minas Gerais (Brasil) e o Cacém - um bairro "periférico" da Grande Lisboa.

Paulatinamente, percebi que as reflexões da etnografia estavam permeadas pela minha própria trajetória de mobilidade - física, residencial, social, econômica, como também imaginativa - que se interrelaciona com os processos, narrativas e vivências que pretendia examinar. Quando falo dos jovens de Mantena que residem no Cacém, estou autoconsciente de que comunico simultaneamente sobre a minha própria trajetória, que diz respeito ao modo como compreendo e explico as situações que experencio (no campo e na minha trajetória). No entanto, a minha "localização social" (PESSAR e MAHLER, 2001) - regional, nacional e global - nortearam os imaginários e experiências de mobilidade.

O fato de ser branca, oriunda de classe média, vir de uma experiência metropolitana e ter alta escolaridade, alimentava um capital cultural e simbólico que abrira espaço para circulações, negociações e agências. O que tenciono demonstrar é que apesar de viver em Portugal por oito anos ininterruptos, o que parece axiomático é a diversidade de experiências proporcionadas por localizações sociais distintas.

O imaginário e a vivência de um "Portugal-Europa" é particularizado por visões de mundo, valores e projetos, experienciados de diferentes formas nas narrativas sobre os deslocamentos.

Should I stay or should I go? The role of relationships in the decision to migrate, stay or return: the Brazilian migrants case study

Autor: Ana Paula Figueiredo (University of Manchester )  email

Short Abstract

This paper explores the various factors that affect the choice by Brazilians to migrate to and stay in London or to return to Brazil.

Resumo Longo

Despite an estimated number of over 200.000 Brazilians in London, there is no comprehensive research on their experience in the capital. This paper explores the various factors that affect the choice by Brazilians to migrate to and stay in London or to return to Brazil. Based on eighty interviews with Brazilians in London and eight months fieldwork with Brazilians women who work as cleaners in London, this research explores the importance of loving relationships on the decision making process of Brazilian migrants in London. The combination of quantitative and qualitative methods of research made it possible to uncover how the break up of a long term relationship, death of a loved one, new love found on the internet or simply the hope to find love have more influence than studies of migration have previously accounted for.This case study analysis contributes to the understanding of the complexities of human agency and network formation in the context of migration and will thereby contribute to fill gaps in research on Brazilian migration in London.

Diferentes na desigualdade: trajectórias e representações de populações nacionais e imigrantes em fuga da pobreza

Autor: José Cavaleiro Rodrigues (CRIA)  email

Short Abstract

As experiências de mobilidade e inserção de imigrantes africanos e as de famílias nacionais com trajectórias idênticas de promoção a partir de situações de pobreza indiciam, à escala etnográfica, diferenças significativas quanto à estruturação das desigualdades na sociedade portuguesa.

Resumo Longo

Com base num trabalho etnográfico com vinte e oito famílias residentes em dois bairros de habitação social metropolitanos, um de população maioritariamente de origem nacional e outro de imigrantes africanos, procurei ao longo de dois anos respostas para três grandes questões sobre processos de mobilidade a partir da pobreza. A primeira foi ir à origem e saber como surgiu a pobreza nas suas vidas, quais as causas que a provocaram e em que condições foi possível a sua ultrapassagem, contextualizando as estratégias e os projetos desenvolvidos no plano individual e familiar com a evolução dos constrangimentos estruturais da sociedade portuguesa. Reconstituídas as trajetórias biográficas, o segundo objectivo que me moveu foi captar os modos de vida gerados após o processo de saída da pobreza e a maneira como estes indivíduos se identificam socialmente no presente, face às posições que conquistaram e às aspirações que mantêm para si próprios e para as suas famílias. A esta segunda dimensão, de auto-identificação, articulei uma terceira, a de recolher as representações dos sujeitos sobre o conjunto mais amplo das estruturas de desigualdade e das hierarquias sociais, desde as posições desfavorecidas que experimentaram pessoalmente aos lugares mais privilegiados cuja existência reconhecem. Nesta comunicação pretendo destacar o ponto de vista das experiências e das projecções identitárias recolhidas junto dos imigrantes, colocando-as em contraponto com o grupo de famílias nacionais com quem também trabalhei.

Entre o dito e o não dito - uma reflexão sobre mobilidades estimuladas por ideais de estilo de vida

Autor: Maria Inês David (CRIA/FCSH-UNL)  email

Short Abstract

De forma a explorar um contraponto nos estudos das migrações, esta comunicação analisa um caso de mobilidades privilegiadas motivadas por, e organizadas em torno de, estilos de vida. Concretamente, parte-se da forma como a rádio convida à reflexão sobre subjectividades específicas a “expatriados” no Algarve.

Resumo Longo

Para analisar a presença de migrantes que se apresentam como "expatriados", esta comunicação parte da etnografia sobre a rádio que fundaram em 1992. Toma-se como base a proposta teórica da "Lifestyle Migration" (O'Reilly 2000; Benson and O'Reilly 2009), que tem vindo a ser desenvolvida para conceptualizar mobilidades motivadas por, essencialmente, aspirações a desfrutar de estilos de vida subjectivamente definidos como sendo "de qualidade". Para dar conta da superdiversidade (Vertovec 2007) que caracteriza a população migrante oriunda, sobretudo, do Reino Unido, reflecte-se sobre a forma como a rádio espelha, participa e convida à problematização de modos de estar que lhe são específicos.

Na publicidade e em programas ao vivo, as emissões indexam necessidades e interesses associados a um ritmo de vida relaxado, confortável, saudável e intimamente relacionado com a indústria do turismo. Simultaneamente, corroboram narrativas com que os migrantes justificam as opções migratórias por comparação com quotidianos que se tinham, ou se viriam a ter, no contexto de origem (Benson e O'Reilly 2009; Torkington 2010). Significativamente, as realidades de encontros culturais promovidos pela rádio sugerem limitações às buscas por autenticidade, comunidade ou auto-realização subjacentes aos seus projectos auto-reflexivos (Giddens 1991). Ao sinalizar a naturalização de dimensões como a ambivalência, a superficialidade ou a transitoriedade e a forma diferenciada como estas informam as relações de migrantes com as pessoas e o lugar Algarvios, a rádio indicia condicionantes que estruturam as escolhas e mobilidades (Amit 2007; Korpela e Ragula 2013) de um movimento informado pela agencialidade.

Expectativas em Movimento: aspirações sociais e as motivações na migração Wenzhou (China) para Portugal

Autor: Irene Rodrigues (ISCSP-Lisbon Technical University)  email

Short Abstract

O objectivo da comunicação é explorar as aspirações sociais (Appadurai 2004) da migração de Wenzhou (China) para Portugal, motivadas pela prosperidade económica na China pós Mao, e a flexibilização de expectativas de sucesso e enriquecimento ao longo do percurso migratório.

Resumo Longo

Esta comunicação pretende explorar as aspirações sociais, nomeadamente os desejos de prestígio social e de riqueza material, dos migrantes chineses da região de Wenzhou (Zhejiang, China) surgidos num contexto social e económico dominado por uma impressionante prosperidade económica e paralelamente por crescentes desigualdades sociais e económicas. Neste cenário de grande competitividade por prestígio social, a migração surge como uma saída para evitar a mobilidade social descendente ao mesmo tempo que permite alimentar aspirações sociais elevadas perspectivadas como impossíveis de realizar em Wenzhou. Porém, ao longo do percurso migratório considerando as oportunidades e as dificuldades surgidas, os migrantes vão sendo obrigados a gerir as suas expectativas de partida de um modo flexível. Esta flexibilidade acaba se apresentar a dois níveis. Por um lado, a um nível temporal porque as aspirações de riqueza e de acumulação de grande prestígio social podem ser adiadas para um futuro longínquo, nomeadamente para a próxima geração; por outro lado, a um nível espacial porque a perspectiva de impossibilidade de realização dos objectivos da migração - enriquecer e ter sucesso - podem conduzir a uma nova migração. A comunicação termina apontando por um lado para a grande importância dos cenários históricos na construção destas subjectividades da migração chinesa, e por outro lado, para o modo como as elevadas expectativas sociais geram subjectividades com uma disposição altamente móvel e flexível em termos de actuação, mas paradoxalmente inflexível quanto ao modo como enfrentam as contrariedades do percurso migratório e se mantêm persistentes quando aos objectivos a atingir no futuro.

"You left Canada to come here? Are you crazy?": Luso-descendant returnees from Canada negotiate return and re-return in times of economic crises

Autor: João Sardinha (Universidade Aberta)  email

Short Abstract

The presentation aims to understand how negotiations of a transnational nature influences the settlement decisions of Luso-descendant returnees from Canada in the pre- and post-economic crisis periods in Portugal, giving attention to the way belonging is (re)molded during these time periods.

Resumo Longo

My proposed presentation seeks to analyse integration, sense of belonging and notion of transnationality among the descendants of Portuguese emigrants from Canada who have returned to Portugal. The key considerations to be scrutinised are the multiple interactions between place of origin and destination, and transnational network constructions and identification negotiations that take place in the post-return, here having as the backdrop of the analysis the current economic crisis Portugal finds itself going through. Given the fact that these returnees all returned to Portugal at a time when the country was economically stable, my presentation aims to understand how interactions and negotiations of a national and transnational nature influence the settlement decisions of these returnees and their life options in the pre- and post-crisis eras, giving particular attention to the way belonging and integration is (re)molded during these eras and the outcome of these negotiations. The presentation thus sets out to answer two overarching questions: 1) what are the impacts of return upon Portuguese emigrant descendant returnees and where does the return itself leave the returnee in the transnational stratum and in the search for the "self"; 2) how are social networks (re)negotiated and utilized in the post-return era defined by the current economic crisis, taking into consideration tactics of insertion and returnees' transnational positioning? The findings presented will rely on interviews carried out with Portuguese descendant returnees carried out between two time-periods: a first round between 2008 and 2010; a second round, consisting of follow-up interviews, in 2011 and 2012.

Os "homem novo" de Machel. Migração e a formação da identidade nacional moçambicana

Autor: Hector Rolando Guerra Hernandez (Unversidade Federal do Parana)  email

Short Abstract

Entre 1979 e 1990, a FRELIMO promoveu um processo de migração centralmente planejado para Alemanha Oriental. Este teve um impacto significativo na conformação da identidade dos "Magermane". Uma identidade instigante, que marca sua presença incômoda e contestatária no Moçambique atual.

Resumo Longo

Entre 1979 e 1990, a FRELIMO promoveu a migração de milhares de moçambicanos para a Alemanha do Leste. Alguns autores argumentam que o principal propósito desta migração, era amortizar os encargos da dívida contraída com a RDA. Sem contradizer, nem contemporizar com esta tese, o propósito desta comunicação é discutir o impacto subjetivo que esta experiência migratória teve na formação destes moçambicanos, conhecidos hoje como "Magermane", entendendo que será esta experiência, baseada num processo de afetação coletivo e uma relação contratual assimétrica, a que propiciará um processo de individuação, o qual contribuirá para a formação de uma identidade nacional moçambicana especifica. Um processo que exaltou sempre a "racionalidade cientificista" como o caminho acertado para a produção dos homens novos, isto é, dos sujeitos sociais imprescindíveis para o processo de modernização em um país recém libertado. Estes homens novos, idealizados por Machel, estes "filhos de Machel", como costumam se autodenominar hoje, marcam sua presença no contexto moçambicano como um remanescente não desejado, como uma figura incômoda, sobretudo para a elite governante, pois atuam como um dispositivo de memória, o qual lembra de uma época abarrotada de discursos bem intencionados e utopias triunfalistas, mas que ao final acabaram beneficiando apenas uns poucos. Mas ao mesmo tempo, chamam a atenção na população, pois configuram-se como sujeitos autorreferenciados, quando de cidadania, direitos e justiça se trata.

This painel is closed to new comunicação proposals.